Alguns sinais de que você pode estar com diabetes



Na maioria dos casos, a doença surge sem sintomas, mas sinais como sede excessiva e má cicatrização servem de alerta.


Estima-se que no mundo 382 milhões sofram de diabetes. Se todos os pacientes com a doença formassem um país, ele teria uma população com quase o dobro da que tem o Brasil, a quinta nação mais populosa do mundo. Considerada epidemia mundial, a enfermidade está relacionada ao envelhecimento da população, ao sedentarismo, a dietas pouco saudáveis e ao aumento da obesidade.


Se continuar nesta toada, a tendência é que mais pessoas tenham diabetes. De acordo com a Federação Internacional de Diabetes (IDF), o número deve chegar a 592 milhões em 2035. No Brasil, segundo dados do Ministério da Saúde, estima-se que existam cerca de 11 milhões de portadores de diabetes - sendo que 3,5 milhões ainda não sabem que têm a doença.
Estima-se que no Brasil existam cerca de 11 milhões de diabéticos, sendo que 3,5 milhões não sabem que têm a doença.


Veja alguns sinais que indicam a diabetes:


Alguns sintomas servem de alerta para a doença, um deles é a sede excessiva...
e consequentemente vontade de fazer xixi a toda hora.
O cansaço sem motivos ou fora do comum também serve de alerta...
...assim como o aumento de apetite e a rápida perda de peso.
Alguns pacientes afirmam sentir dificuldade de concentração;
Sinais como câimbras e dores nas pernas também são recorrentes;
Outro sintoma da doença é a visão embaçada;
Ferimentos e dificuldade de cicatrização;
Náuseas ou vômito.

 

A situação é tão preocupante que o Ministério da Saúde fez um apelo no ano passado para que a população brasileira mudasse alguns hábitos como seguir uma alimentação saudável, e praticar atividade física.


O recomendado é não esperar por sintomas e fazer todos os anos exames de sangue para controle da glicemia. Principalmente se a pessoa passou dos 40 anos ou se tiver fatores de risco como história da doença na família, excesso de peso, sedentarismo, hábitos alimentares ruins, hipertensão, alterações em lipídeos ou se já tiver tido diabetes gestacional.


Crianças também devem fazer exames que detectem a doença. O diabetes tipo 1 atinge mais crianças na faixa de 10 a 14 anos, mas pode ocorrer em qualquer idade. “O diabetes tipo 2 é uma doença que aparece com o envelhecimento. A partir de 50 anos, a incidência aumenta muito. Mas, com o aumento da obesidade em jovens, essa faixa etária tende a cair.


Endocrinologistas afirma que se a criança bebe muita água, reclama constantemente de câimbras, come bastante e mesmo assim emagrece é sinal de que ela pode ter diabetes.


Crianças também podem ter diabetes e os pais devem ficar atentos aos primeiros sintomas. Os casos da doença entre crianças não podem ser considerados comuns, mas a incidência vem crescendo nos últimos anos.
De acordo com a Federação Internacional de Diabetes, nos últimos anos, houve um crescimento anual de 3% dos casos de diabetes tipo 1 no mundo, principalmente em menores de 14 anos.


Outro tipo que vem aumentando junto com a obesidade infantil é o diabetes por resistência insulínica, causada por alimentação desequilibrada e aumento de peso. ”Este tipo de diabetes vem aumentando nas populações mais jovens se compararmos com os dados de décadas atrás por causa do sedentarismo e alimentação menos saudável”, segundo os endocrinologistas.


Confira sete passos para os pais para ficarem atentos sobre possíveis sintomas do diabetes:


1 – Eu quero água!
A regra número é observar se a criança sente sede intensa. Isto pode ser um sintoma e deve estar relacionado com o fato de ele ir muito ao banheiro.


2 – Vai várias vezes ao banheiro
Observe se a criança vai ao banheiro com frequência, inclusive à noite, e também se ele urina em grande quantidade. A glicose em excesso no sangue, provocada pelo diabetes, ao passar pelo rim, transporta água junto com ela. O organismo responde desencadeando o processo de sede para que a pessoa não fique desidratada. Assim ela urina muito e, consequentemente toma muita água.


3 – Comilão que perde peso
Outro sintoma é a criança comer muito, mas mesmo assim perder peso. “Apesar de ela ingerir os alimentos, eles não são aproveitados no organismo devido á falta de insulina que é o hormônio que, entre outras ações, permite que a glicose entre nas células para gerar energia.


4 – Sempre cansado
Veja também se a criança reclama de cansaço, se sente desanimada e sonolenta. A deficiência de geração de energia, faz com que o organismo todo se ressinta e isto se manifesta com cansaço e fraqueza.


5 – Vista embaçada
Se a criança se queixa de visão embaçada é bom levar ao oftalmologista e levar em conta que pode não ser apenas uma questão de usar óculos. Vale a pena atentar para possíveis outros sintomas de diabetes e comentar com o especialista. O excesso de glicose provoca o inchaço do cristalino, fazendo com que a criança tenha dificuldade de focar as imagens.


6 – Tá formigando o meu pé!
É bom ligar o radar caso a criança faça queixas constantes de câimbras e formigamentos pelo corpo.


7– Faça o cálculo
Se a criança tem, pelo menos, três queixas relatadas anteriormente, procure um médico para investigação. O diagnóstico e o tratamento precoce da diabetes evitam as possíveis complicações características da doença. A doença progride e a criança pode fazer um processo de cetoacidose diabética, que é a descompensação do diabetes, necessitando atendimento de urgência.